Arqueólogos encontram ossuário da família de Caifás, sacerdote dos tempos de Jesus Cristo

   
     Arqueólogos encontraram um ossuário (caixa usada para guardar ossos depois da fase inicial de sepultamento) que pertencia a família de Caifás, sacerdote do Templo de Jerusalém que participou da condenação de Jesus (Mateus 26:57).

   De acordo com o governo israelense a peça, feita de pedra e decorada com motivos florais estilizados,  estava nas mãos de traficantes de antiguidades que impediam os estudo de seu contexto original. O achado tem data provavelmente do primeiro século da Era Cristã, cerca de 2.000 anos.




     Na inscrição da peça está escrito em aramaico (língua falada naquela região durante a época de Cristo) “Miriam [Maria], filha de Yeshua [Jesus], filho de Caifás, sacerdote de Maazias de Beth Imri”.

   Para os arqueólogos que estudam a peça, Boaz Zissu, da Universidade Bar-Ilan, e Yuval Goren, da Universidade de Tel-Avivi, o nome Caifás é a pista crucial que liga o ossuário à família do sacerdote.

   Mas ainda não se sabe se Miriam seria neta do próprio Caifás bíblico ou de algum outro membro da família sacerdotal. Até porque a inscrição também cita Maazias, um dos 24 grupos sacerdotais que serviam no Templo.


Com informações Folha

Postagens mais visitadas deste blog

O Crente Tíquico

Deus existe sim! Argumentos sobre a existência de Deus.

Jovens Cristãos: 20 Consequências da Masturbação