CONFIANDO E SE ENTREGANDO


Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará.

(Sl 37:5)

Introdução

   O que mais falta no mundo pós-moderno de hoje é confiança.

   Davi, o salmista que viveu cerca de 1050 a.C., pode confirmar essa verdade muito bem, quando escreveu no Salmo 11. 1, 2:

“Salva-nos, ó Senhor Deus, pois já não há mais pessoas de confiança, e os que são fiéis a ti desapareceram da terra. Todos dizem mentiras uns aos outros; um engana o outro com bajulações” (NTLH).


     Pouco a pouco temos perdido a nossa confiança nas coisas que nos cercam, por exemplo:

     *Os sistemas políticos falham em trazer o bem estar público e são desacreditados pelos vários casos de corrupção, e isso atinge as áreas da educação e saúde, entre outras, consequentemente ajudando no aumento da criminalidade e do mau desempenho das pessoas na constituição de uma sociedade melhor e mais justa. E isso faz com que muitos sofram.

   *As várias religiões apregoando cada uma a sua verdade confundem mais as pessoas do que as ajuda a encontrarem o caminho certo. A própria fé (CONFIANÇA em Deus) é vista com DESCONFIANÇA por muitos, por causa justamente do mau uso dessa confiança (ou se preferir, chame de “religião” ou “fé”) em Deus. As pessoas que se julgam bem informadas dizem que muitos males a fé vem causando ao longo da história, e que a religiosidade e a confiança no sobrenatural é algo equivocado e ultrapassado para os tempos tecnológicos de hoje.

   * O emprego e o futuro das pessoas não as fazem se sentirem otimistas, pois a maioria vê a vida como uma luta pela sobrevivência onde o mais capacitado é o que sobrevive e alcança melhor destaque e sucesso; tudo é competição e competitividade. O melhor é desconfiar de tudo e de todos.

   * Os relacionamentos amorosos de hoje são instáveis, baseados não no amor, mas em interesses pessoais e ganância. A fidelidade é questão de somenos importância e muitas pessoas são vitimas da traição, ao mesmo tempo praticam o mesmo contra seus parceiros.

Contextualizando

     Esta desconfiança impulsionada por causa da luta pela vida, egoísmo e a rivalidade pela sobrevivência que existe hoje em pleno século XXI não se diferencia muito da competitividade que já existe entre os homens desde o começo dos tempos. O fato é que as pessoas preferem confiar em sua própria força, capacidade, planos e inteligência do que buscarem direção de um Ser invisível, impalpável e que só fala baseado num livro antigo escrito há mais de dois mil anos atrás.

Entendendo o versículo

    Parece que a falta de confiança em Deus não faz tão bem assim. Jesus disse: “...sem mim nada podereis fazer” (João 15. 5). A confiança em Deus é essencial para nosso sucesso completo.

   Confiar em Deus é colocar nas mãos dele tudo aquilo que temos de mais precioso, ou aquilo que “pesa mais” em nossa vida, ou seja, aquilo que nos dá mais preocupação. Em Salmos 37. 5, a palavra traduzida por “entrega” quer dizer “rolar”(do hebraico גלל galal “). Essa palavra aparece em textos onde se diz que uma grande coisa pesada foi rolada, como uma pedra pesada e grande:

   “Ajuntavam-se ali todos os rebanhos; os pastores removiam (galal) a pedra da boca do poço, davam de beber às ovelhas e tornavam a pôr a pedra no seu lugar sobre a boca do poço”  (Gn 29. 3).

   “Responderam: Não podemos, até que todos os rebanhos se ajuntem, e seja removida (galal) a pedra da boca do poço; assim é que damos de beber às ovelhas”. (Gn 29. 8).

   A palavra também é usada para descrever o movimento de deslocação produzido pela correnteza de um rio: “Corra, (galal) porém, a justiça como as águas, e a retidão como o ribeiro perene.” A palavra é usada de forma abstrata, como em Josué 5. 9: “Disse então o Senhor a Josué: Hoje revolvi (galal) de sobre vós o opróbrio do Egito; pelo que se chama aquele lugar: Gilgal (Remover), até o dia de hoje.”  Tem o mesmo sentido em Sl 119. 22: “Tira (galal)  de sobre mim o opróbrio e o desprezo, pois tenho guardado os teus testemunhos.” As vezes a palavra GALAL é traduzida categoricamente por “confiança”, como no Sl 22. 8: “Confiou (galal)  no Senhor; que ele o livre; que ele o salve, pois que nele tem prazer.”

   Isso quer dizer que a preocupação, a dificuldade ou uma situação problemática que passamos é comparada a uma pedra pesada que rolamos das nossas costas para a mão de Deus. Confiar em Deus não é só lembrar que Ele está disposto a usar o seu poder para nos ajudar quando não tivermos mais força, mas que quando a vida apresentar situações mais pesadas que não consigamos suportar, podemos sempre “rolar” esse peso para a Sua mão poderosa.

   Confiar em Deus é “entregar” na mão dEle nossa vida, família, saúde, trabalho, relacionamento, planos, preocupações e problemas. Quando damos nossa carga para outro levar, não precisamos nos preocupar mais com aquilo, se quem leva nossa carga for mais forte que nós. Depende do quanto você crê que Deus seja poderoso! Quando confiamos em Deus, algo pesado que carregamos deixa de nos causar sofrimento, pois Deus é quem o toma em suas mãos e nos ajuda a levar.

   A primeira parte do Sl 37. 5, onde se diz “Entrega o teu caminho ao Senhor” é reforçada pela segunda parte do versículo, onde se expressa, dizendo “confia nEle”. A palavra traduzida por “confiar” é בטח (batach), que significa “tornar, sentir-se ou estar seguro ”.

Aplicando o versículo

   Talvez algum ateu leia isso e diga: “Eu posso muito bem viver sem Deus, já que ele não existe”. Eu respondo a essa afirmação citando a frase do escritor W. T. Purkiser:  “A busca da verdadeira felicidade no contexto de uma vida sem Deus é como procurar uma agulha em palheiro que não tem nenhuma agulha”. É uma pena tantas pessoas terem se acostumado com o sabor amargo de uma vida que coloca Deus em ultimo lugar. Ah, se experimentassem colocar Deus em primeiro lugar! Veriam que a vida pode ser menos estafante, cansativa e incerta do que realmente ela é, e que pode melhorar bastante, sem precisarmos o tempo todo reclamar dela.

Conclusão

    Confiar em Deus envolve muitas áreas da nossa vida, como esses versículos mostram:

· Nossas preocupações devem ser postas sobre o cuidado amoroso dEle (1Pe 5. 7).

· As preocupações com o nosso sustento diário não devem nos tirar a paz, se confiarmos que Ele nos ajuda a sobreviver (Mt 6. 25, 26).

· Nossa capacidade não deve ser desculpa para achar que nossas decisões são melhores do que aquilo que Deus ordena em sua Palavra (Pv 3. 5).

· Nada que possuímos deve nos trazer mais segurança do que o próprio Deus (Jr 9. 23).

· Não temos poder nenhum sobre a nossa própria vida, precisamos confiar em Alguém maior que nós mesmos (Jr 10. 23).

· Confiar em Deus significa obedecer a Sua Palavra e buscar Sua ajuda ou orientação (Sofonias 3. 2).

   Agora compare Pv 16. 3 e MT 6. 33. Esses versos dizem o mesmo que Sl 37. 5, em outras palavras. Confie em Deus! Que ele te abençoe!  Amém.

Perguntas para refletir

   Se o melhor caminho é confiar em si mesmo, se esquecer de Deus e deixar de pedir sua ajuda, por que existem tantas pessoas preocupadas com o futuro e sem esperança, mesmo sendo elas inteligente, gananciosas e capacitadas?

   Se confiar em si traz mais segurança, então por que as pessoas capacitadas e com vários diplomas perdem seus empregos por causa de uma crise econômica? Por que elas não se sentem tão confortáveis onde estão mesmo confiando em sua capacitação universitária? Por que essas pessoas vivem estressadas, sobrecarregadas e até deprimidas?

   De que forma você confia em Deus? Só quando está cheio de problemas ou enfrentando uma situação difícil?

   Você se lembra de algum momento da sua vida em que a sua confiança em Deus foi fundamental para você superar aquele momento? Qual?

Orando

   Senhor ensina-nos a confiar em Ti, pois Tu nunca falhas. Tu estás sempre atento para o que clamar teu nome. Não nos deixe confiar em nossos próprios esforços, oute buscar e confiar em ti somente em meio as tempestades da vida, estejas tu nos dirigindo e guiando, ajudando em todos os momentos, Pai. Em nome de Jesus. Amém.

Escrito por: Pedro Magalhães Alves Júnior

Toda glória seja ao Senhor 

Postagens mais visitadas deste blog

O Crente Tíquico

Deus existe sim! Argumentos sobre a existência de Deus.

Dúvida bíblica: Qual a diferença entre alma e espírito?