EBD: Lição 2 - Nomes e Símbolos do Espírito Santo (10 de abril de 2011)

TEXTO ÁUREO: “E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele” (Mt 3. 16).


VERDADE PRÁTICA: A pluralidade dos nomes e símbolos do Espírito Santo revela sua divindade, obra e ministério na vida da Igreja de Cristo.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Jo 1. 29-33; Rm 8. 9-11, 14, 15

     Como mostrado na lição anterior, o Espírito Santo não é uma força impessoal criada por Deus Pai como um atributo da sua onipresença. O conteúdo bíblico pneumatológico atesta categoricamente a divindade, aseidade, ação e personalidade do Espírito Santo com sendo a Terceira Pessoa que compõe a Santíssima Trindade.

     O farto material encontrado na Palavra de Deus usa uma linguagem rica em detalhes e estilos para descrever o Santo Espírito em sua Pessoa, ação, relacionamento e atributos. Nesta linguagem descritiva tão rica, encontramos os nomes (títulos) e símbolos (ilustrações, comparações) do Espírito Santo.

     Já afirmamos na lição passada que seguiremos a linha mais apologética para este estudo, pois a linha adotada pelo autor deste trimestre é mais sistemática, descritiva. Devido ao fato de que as seitas muito distorcem do ensino da pneumologia, adotamos este método para suprir mais diretamente esta necessidade.

     Os nomes do Espírito Santo não são variações de sua personalidade, mas denominações da variedade de seus ministérios no que diz respeito à sua participação no plano da salvação e no seu relacionamento com Deus Pai e Deus Filho. Já os símbolos do Espírito Santo são formas de descrever sua ação divina na vida do salvo em forma de ilustrações que são utilizadas para o melhor entendimento da influência e atividade do Espírito Santo no processo da salvação.

     Quando estudamos sobre o Espírito Santo, os títulos e símbolos dEle nos fazem entender mais sobre o que a Bíblia ensina acerca de sua Pessoa e Obra.

     Que neste estudo você possa entender mais do Espírito Santo e, além de entender, poder ter em si mais capacidade de aceitá-lO como Pessoa e ter na sua própria vida a ação milagrosa, consoladora e santificadora dEle.

     É o Espírito Santo a vida e a dinâmica da igreja, seja a igreja como um todo, coletivamente falando; ou individualmente falando, nos que buscam ao Espírito Santo de Deus para sua comunhão particular, pessoal e privativa com o Criador.

     Quando estudamos a Bíblia, somos inseridos na revelação daquilo que os homens inspirados por Deus escreveram sobre o que o próprio Deus desejou mostrar de si e do seu plano para o restante da humanidade. Na linguagem humana, com a inspiração divina, Deus pôde falar-nos sobre vários assuntos, inclusive sobre o Espírito Santo.

I. A PLURALIDADE DOS NOMES DO ESPÍRITO SANTO

     A linguagem humana, rica como é, descreve o Espírito Santo usando-se de vários recursos, dentre eles, vemos os símbolos e os títulos dados ao Espírito Santo de Deus. Estudar estes títulos e símbolos nos faz entender mais de sua ação e de sua personalidade.

     No devido contexto bíblico o nome dado ao Espírito Santo, revela facetas de sua personalidade e ação. Vejamos alguns:

   1. Nomes do Espírito Santo relacionados à Trindade. A Trindade é o conceito bíblico e teológico de que Deus é UM SÓ SER subsistindo em TRÊS PESSOAS DISTINTAS, mas que possuem A MESMA ESSÊNCIA, ou seja, a mesma divindade.

     INDIVIDUALMENTE, Deus é três PESSOAS, mas ESSENCIALMENTE, essas três pessoas formam o ÚNICO Deus. É um só Deus  em três Pessoas Unas e Divinas e não três deuses separados como divindades distintas e separadas. A Trindade assume um conceito monoteísta e não politeísta. Assim sendo, mostra-nos a Bíblia o relacionamento do Espírito Santo com as outras pessoas da divindade una, ou seja, o Pai e o Filho, através de nomes dados a ele, nomes como os abaixo:

     Estes são alguns dos nomes que relacionam o Espírito Santo com Deus Pai.

  • Espírito DE DEUS (Gn 1. 2; Jó 33. 4; Mt 3. 16). Este nome é usado para mostrar a atividade do Espírito colocando em ação algum atributo divino.
  • Espírito DO NOSSO DEUS (1Co 6. 11). Referência que fala da ação santificadora do Espírito, que também é realizada pelo Pai.
  • Espírito DO SENHOR (1Sm 10. 6; Mq 3. 8; Lc 4. 18). Título usado para se referir ao Espírito Santo quando se diz que Ele capacita alguém para desempenhar alguma obra ou chamado específico.

     Estes são alguns dos nomes que relacionam o Espírito Santo com Deus Filho:

  • Espírito DE CRISTO. Esta expressão aparece em duas referências. Em Rm 8. 9, é dito que o Espírito de Cristo é a marca da propriedade de Deus, por isso, neste mesmo versículo, aparece também a expressão “Espírito de Deus”. Em 1Pe 1. 11 é assim intitulado por causa que as revelações dadas pelo Espírito Santo sobre o ministério de Cristo O relacionam à obra que o Filho de Deus realizaria, quando estas profecias se cumprissem.
  • Espírito DE JESUS é também um título que aparece em apenas duas referências (At 16. 7; Fp 1. 19), sempre no contexto da obra missionária. Se Jesus é o Autor da nossa Salvação, não é difícil entender que o Espírito Santo que ele enviou para capacitar os salvos para a obra da evangelização também não dirija esta mesma obra missionária.
  • Espírito DE SEU FILHO, como aparece em Gl 4. 6 é a designação utilizada por Paulo para dizer que em Jesus, através do Espírito Santo, somos adotados por Deus Pai, quando aceitamos a salvação.

    Existe também nomes dados ao Espírito Santo que o relacionam aos salvos e aos não-salvos. Dentre eles vejamos:

   2. O Consolador. Note que a palavra traduzida por “Consolador” e por “Advogado” é a mesma no grego, que é “parakletos” (que significa ajudador). A Bíblia diz que Jesus é o nosso Advogado (1Jo 2.2), que o Espírito é nosso Consolador (Jo 14. 26; 15. 26; 16. 7). A mesma palavra grega atribuída a Jesus também é atribuída ao Espírito Santo. Jesus afirmou que mandaria outro Conslador (Jo 14. 16). Jesus é um ser pessoal. Ao dizer que o Espírito Santo que Ele enviaria seria outro Consolador, ele usou a expressão grega allos parakletos e significa um Consolador “igalmente como Eu”. O substituto de Jesus na terra não seria uma força impessoal, seria uma pessoa, tal como Cristo. Para afirmar que o Espírito Santo é uma fumaça, algo impessoal, o seguidor da seita chamada “Testemunhas de Jeová” consequentemente deverá afirmar que Jesus não é um ser pessoal, o que seria um ilógico absurdo! Ainda mais porque se Jesus quisesse dar a entender que o Espírito Santo não é um ser pessoal, Ele teria dito em Jo 14. 16 “heteros parakletos”. A palavra heteros quer dizer “diferente em essência e forma”.

     Como Consolador, o Espírito Santo fortalece o crente em suas fraquezas e lhe transmite o amor de Deus diante das tribulações da vida (Rm 5. 3-5).

   3. O Espírito da Verdade. Do grego pneuma thv alhyeiav (pneuma tes aletheias) que quer dizer “o Espírito que revela toda a verdade”, em contraste com o espírito do engano e da mentira (1Jo 4. 16).

   4. Espírito de Graça. Aparece em Zc 12. 10 relacionada à profecia da conversão coletiva de Israel, quando Jesus Cristo voltará e destruirá as hordas do anticristo que estará prestes a apagar o povo de Israel da face da terra. É assim chamado porque é o Espírito que transmite para o ser humano a graça de Deus que faz com que ele se arrependa e se converta a Deus. É a obra de convencimento, como é descrita em Jo 16. 8-11.

   5. Espírito de Vida. É o Espírito Santo que concede vida espiritual para o salvo. Essa vida é a comunhão estabelecida entre o crente e Deus, pela obra de Cristo na cruz do Calvário. O Espírito aplica esta obra na vida daquele que crê e recebe a Jesus como Senhor e Salvador. No pecado, estamos mortos para Deus, mas em Cristo, recebemos nova vida (Ef 2.1, 6-8), pela obra revitalizadora do Espírito Santo de vida, como fala em Romanos 8. 2.

PARE E PENSE: As várias facetas do Espírito Santo são manifestas, as quais se mostram através de suas atividades. Os atos do Espírito mostram quem é Ele. O Espírito de Deus tem revelado-se a você? O que Ele tem feito em sua vida que revela mais do seu caráter? E esta revelação faz você entender o quê sobre o Espírito de Deus? De acordo com sua experiência com Ele, como você o chamaria? Amigo? Companheiro? Mantenha sempre comunhão com o Espírito Santo, e verá que sua vida espiritual jamais será monótona.

II. OS SÍMBOLOS BÍBLICOS

     A linguagem bíblica, sendo rica em símbolos, ilustrações, descreve de forma pictórica a pessoa do Espírito Santo. O estudo desta linguagem é chamada de TIPOLOGIA.

     Vemos no Novo Testamento a afirmação do caráter tipológico do conteúdo do Antigo Testamento em várias partes tais como em Cl 2. 17; Hb 9. 9, 23, 24; 10. 1 . Compare por exemplo Êx 25. 40; 26. 30; 27. 8; Nm 8. 4 com At 7. 44 e Hb 8. 5. Segundo Scofield, em sua Bíblia de Estudo, comentando Gn 1. 16: “um tipo é uma ilustração divinamente proposta de alguma verdade. Pode ser: (1) uma pessoa (Rm 5. 14); (2) um acontecimento (1Co 10. 11); (3) uma coisa (Hb 10. 20); (4) uma instituição (Hb 9. 11); (5) uma cerimônia (1Co 5. 7). Os tipos se encontram mais frequentemente no Pentateuco, mas podem ser achados em outras partes da Bíblia”.

   1. A Bíblia e os símbolos. Muitas vezes a mesma linguagem simbólica da Bíblia nada mais é do que um acessório para a linguagem preponderantemente profética. Os livros de Ezequiel e Apocalipse, apesar de serem de caráter profético, trazem muitos símbolos.

   2. Jesus se utilizou de alguns símbolos. Os símbolos usados por Jesus foram por Ele utilizados tanto nas suas profecias quanto nos seus pronunciamentos e ensinos solenes, como nas parábolas e no sermão profético.

PARE E PENSE: A tipologia é a linguagem utilizada para ilustrar vários dos assuntos abordados na Palavra de Deus. Esta forma diversificada de falar de vários assuntos simbolicamente mostra que Deus deseja que reflitamos nestes assuntos, que demoremos meditando sobre isso. E você? Tem meditado nas coisas de Deus? Você gosta de pensar nos mistérios atraentes da Palavra de Deus?

III. OS SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO

     Nesta parte veremos o Espírito em ação e esta ação veremos ilustrada. Varias palavras são usadas para ilustrar a ação do Espírito Santo. Vejamos:

   1. Fogo. Vemos em Lucas 3:16 – O fogo fala de Sua grande força em relação às diversas maneiras de Sua operação para corrigir os defeitos da nossa natureza decaída e conduzir-nos à perfeição que deve adornar os filhos de Deus.

a) O FOGO QUEIMA = é, portanto um símbolo da presença de Deus (Hb 12. 29). Deus é chamado de “fogo consumidor”, e temos aqui uma referencia à manifestação da ardente santidade de Deus. (Êx 3. 2).

b) O FOGO CONSUME =  Consome o que é combustível – “madeira, palha e feno” ( 1Co 3. 13-15). O Espírito Santo é contra tudo o que é falso  e a tudo o que não é feito por amor e não visa glorificar a Deus.

c) O FOGO LIMPA = Somente o fogo pode tirar a escória de diferentes materiais. O fogo é, portanto símbolo do poder purificador do Espírito Santo. Aquilo que não pode ser refinado e expurgado pela santidade do Espírito Santo é destruído pelo fogo (Is 6. 6-7 e Nm 3. 3-4).

d) O FOGO AMOLECE = Há materiais que se derretem em contato com o fogo como a acera por exemplo. O fogo do Espírito Santo derrete os corações endurecidos como ocorreu no dia de Pentecostes conforme Atos 2. 37.

e) O FOGO ENDURECE = Praticamente, o mesmo fogo que amolece a cera endurece o barro. O ferreiro leva o aço ao fogo para o amolecer e para torná-lo mais duro. O Espírito Santo torna o crente mais brando, tornando-o mais forte, mais resistente.

f) O FOGO ESQUENTA = O Espírito Santo tal como o fogo torna a alma abrasada por uma ardente paixão e zelo por Deus e seu serviço.

g) O FOGO ILUMINA =  Israel era guiado a noite por um “clarão de fogo” (Sl 78. 14). O Espírito Santo nos guia não de modo figurado, mas real. (Gl 5. 18).

   2. Água, rio e chuva. Ilustração usada em João 7. 37-39, a respeito da água como símbolo do Espírito Santo, vamos observar os seguintes pontos:

a) ORIGEM = Cristo, a fonte (Jo 7. 37-38). A chuva vem do céu (Is 55. 10), o Espírito Santo foi enviado do céu. (At 2. 33).

b) PROPORÇÃO = A água é abundante e como dois terços do globo são construídos de água, considere a importância da proporção:

  • Água de um odre , insuficiente (João 7:37). Representa a acomodação de uma vida espiritual fraca e raquítica.
  • Água de um poço, limitada (João 4:6,13). Embora as portas do céu estejam abertas, a proporção que recebemos depende da nossa disposição de buscar.
  • Água a jorrar , ilimitada (João 4:14). “Fonte a jorrar para a vida eterna”. Escolha sua parte!

c) UTILIDADE = A água refresca e mata a sede (Salmos 42:2; 23:2). Estas ações são atribuídas propriamente ao Espírito Santo neste texto. A água faz brotar as árvores e a erva (Jó 14:9; Isaías 44:4), assim também o Espírito Santo renova e produz frutos em nossas vidas. (Gálatas 5:22; Salmos 104:30). A água limpa (Hebreus 10:22) assim o Espírito Santo limpa ou lava (Tito 3:5). A água fertiliza e faz prosperar (Isaías 44:3). Estas utilidades são reais e representam as benções do Espírito Santo que temos experimentado e podem ser utilizadas por quantos quiserem buscar com fé. A água é indispensável a vida e representam o poder renovador, restaurador e refrigerador da presença de Deus através do Espírito Santo. Nada vive sem água assim também sem o Espírito Santo não há vida espiritual de maneira alguma.

   3. Selo. Aparece em Ef 1. 13 e 2Tm 2. 19 – O selo é prova de propriedade, legitimidade e autoridade, segurança ou preservação. O selo do cristão é o Espírito Santo e o selo tem relação com o batismo no Espírito Santo. Como Jesus foi batizado com o Espírito Santo nós igualmente precisamos ser também. Jesus foi batizado – selado – pela razão de Seus próprios méritos (Mt 3. 16) e nós somos selados pelos méritos de Jesus (1Co 1. 30 e Rm 8. 32).

     Existe outro símbolo muito importante que não foi citado na lição e que citaremos aqui, é o símbolo que retrata o Espírito Santo como POMBA que foi a forma física que Ele apareceu no batismo de Jesus.

     O Espírito Santo desceu sobre os discípulos no cenáculo em forma de fogo – havia o que queimar. Sobre Jesus, veio em forma corpórea de uma pomba – símbolo de pureza e da inocência de Cristo.  Vamos considerar um paralelo quando a pomba relata na Bíblia.

     a) A pomba saiu da arca depois do juízo do sepultamento da terra nas águas e sua imersão (Gn 8. 8-12).  O Espírito Santo veio do céu sobre os discípulos depois do juízo que caiu sobre Jesus por causa dos nossos pecados. Seu sepultamento e ressurreição (At 2. 14; Rm 6. 3-5)

     b) A pomba saiu da arca (Gn 8. 8). O Espírito Santo veio através da arca – Cristo (Lucas 24:29; Atos 2:33).

     c) A pomba foi enviada três vezes e na terceira vez ficou. (Gênesis 8:8,9: 10:11-12). O Espírito Santo foi enviado três vezes: a primeira sobre os profetas, a segunda sobre Jesus e a terceira no Pentecostes sobre a Igreja e veio para permanecer com ela. ( 1 Pedro 1:10,11; Mateus 3:16; Atos 2:1-4; João 14:16-17).

      A pomba é uma ave limpa e era usada para sacrifícios (Lucas 2:24). Geralmente, se admite que este símbolo (a pomba) fala de gentileza, pureza e paciência.  Não há dúvida de que estas virtudes são próprias do Espírito Santo e determinam a maneira como Ele age no crente para produzir estas qualidades dignas do céu.

     Este terceiro ponto foi adaptado da explanação do Pr. Lineas Domiciano, no site iFamília.

PARE E PENSE: O fogo purifica, a água lava e o óleo é sinal de autoridade. Se na tua vida espiritual tudo é frieza, cheia de pecado e sem autoridade, é porque você está sem comunhão com o Espírito Santo de Deus. Deus tem fogo pra tua vida, tem comunhão e poder, só basta você buscar.

CONCLUSÃO

     O Espírito de Deus age de diversas formas, por isso ele tem vários títulos (nomes). E estas ações do Espírito são ilustradas na Bíblia através dos símbolos. O importante não é apenas saber quais são as ações executadas pelo Espírito de Deus e o significado dos seus símbolos, mas ter essa ação na sua vida.

PERGUNTAS PARA REFLEXÃO

1. Você notou os nomes dados ao Espírito Santo? “Consolador”, “Espírito da Verdade”, “Espírito de Deus”, etc. Esses nomes foram dados pelos escritores bíblicos. Mas, qual nome você dá ao Espírito Santo? Seria “Amigo”, “Companheiro”, “Desconhecido” ou “força impessoal”?

2. De que maneira os títulos do Espírito Santo influenciam a sua vida com Deus? De que maneira você conhece o Espírito? Descreva esse conhecimento.

3. Qual a importância de se entender o significado dos símbolos do Espírito Santo para sua vida prática?

4. Você tem intimidade com o Espírito Santo ou apenas um conhecimento superficial e teórico? O que você faz para conhecer ainda mais o Espírito Santo e ter em sua vida a ação poderosa?

5. Qual a ação do Espírito você está mais necessita em sua vida? Fogo para avivar? Água para santificar e purificar, ou óleo para dar autoridade?

 ORAÇÃO

     Senhor, precisamos desesperadamente do teu Santo Espírito. Venha avivar com teu fogo a nossa vida, nos ungindo com o óleo da autoridade que aqueles que o Senhor purificou possuem. Não nos permita sermos mornos nem frios, mas que teu Espírito Santo possa ter livre acesso ao nosso coração.


Caso queira imprimir este post baixe a versão PDF clicando aqui.É necessário um programa visualizador de arquivos PDF.Clique aqui para baixá-lo, caso não tenha um desses instalado em seu computador.

    Se você ainda tem dúvidas, entre em contato conosco pelo “FORMSPRING”, um quadro localizado bem na parte de baixo da página deste estudo e me envie sua pergunta. Você também pode participar do nosso fórum em nossa comunidade no Orkut. Clique  aqui e participe! Além disso, se você usa o Windows Live Messenger ou o Google Talk, pode falar comigo adicionando meu e-mail: jcservo@hotmail.com. Quando eu estiver online, você vai saber e então poderemos conversar em tempo real na própria página deste blog! O Status do GTalk está localizado abaixo do banner de título deste blog, mostrando uma bolinha verde (se eu estiver online) e a caixa de conversação do Messenger se encontra ao lado do quadro FORMSPRING, na parte de baixo da página.

Boa aula!

Pedro M. A. Júnior.

Twitter: @visaobiblica

Live Messenger, GTalk e e-mail: jcservo@hotmail.com


Postagens mais visitadas deste blog

O Crente Tíquico

Deus existe sim! Argumentos sobre a existência de Deus.

Jovens Cristãos: 20 Consequências da Masturbação