EBD: Lição 06–Dons que Manifestam a Sabedoria de Deus (08 de maio de 2011)

TEXTO ÁUREO:Assim, também vós, como desejais dons espirituais, procurai sobejar neles, para a edificação da igreja” (1Co 14. 12).


VERDADE PRÁTICA: Através dos dons da palavra de sabedoria e da ciência, o Espírito Santo capacita-nos a conhecer fatos e circunstâncias que somente Deus conhece.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Atos 16. 16-24

     Deus proveu a sua igreja com os meios de desempenhar o seu papel na Terra. Além da Palavra e dos pastores e mestres (ensinadores), o Senhor concede à Sua igreja os Dons do Espírito Santo. A isso Jesus chama de “promessa do meu Pai” (Lc 24. 49; At 1. 4).

     A Bíblia mostra que a imersão nos dons espirituais, que começa com o batismo no Espírito Santo, é um sinônimo da expressão “promessa do Pai” (At 1. 5, 8; 2. 23)

     Muitos são os benefícios que o crente recebe de Deus no plano da salvação. Deus deu a prova de que ama os pecadores ao enviar Seu Filho Jesus para nos salvar (Rm 5. 8). Jesus, por sua vez, deu sua vida na cruz e enviou o Espírito Santo (Rm 8.1-11) ao batizar os crentes no pentecostes (At 2. 1-3), e o Espírito Santo até hoje, dá os seus dons aos que creem em Cristo (1Co 12. 7).

     A partir desta lição, começaremos a ver os dons espirituais individualmente. Na lição anterior nós vimos a importância dos dons, sua finalidade, sua origem e outros assuntos afins. Nesta lição veremos os dons categorizados e começaremos a estudar o dom da palavra da sabedoria, o dom da palavra da ciência e o dom de discernir os espíritos.

     Que o Senhor nos abençoe neste estudo tão glorioso sobre os dons espirituais.

I. OS DONS DO ESPÍRITO SANTO

     Os dons do Espírito Santo são os meios pelos quais Deus dota o crente para testemunhar a mensagem do evangelho e o poder do nome de Jesus Cristo, visando a salvação dos perdidos e a edificação da igreja (Rm 1. 11, 15, 16).

     É através dos dons que o poder de Deus se manifesta na vida do crente ou da igreja. Os cultos na igreja de Corinto eram saturados destas manifestações sobrenaturais (1Co 1. 7), mas essas manifestações eram desordenadas e não efetuavam a edificação de ninguém (1Co 14. 23, 26, 40). Seja qual for o dom ele deve estar submetido ao escrutínio da Palavra de Deus e submisso a ela, sem nunca a contradizer para que assim possa cumprir plenamente o seu objetivo (1Co 14. 27-33).

  1. Os dons espirituais. Esta expressão aparece três vezes na Almeida Revista e Corrigida (RC) em 1Co 12. 1; 14. 1 e 12 e traduz nos dois primeiros textos a palavra grega adjetiva pneumatikwn (pneumátikon), que dá a ideia de “algo ou aquilo que é do Espírito” e pelo substantivo neutro pneuma (pneuma), “espírito”. Isto denota que estas obras ou dons não são e nem podem ser de natureza e mérito humano, carnal, mas é algo espiritual, que vem do Espírito. Estes dons, pois, não são aptidões naturais que são potencializadas pelo Espírito Santo, mas capacidades sobrenaturais em que Deus usa um canal humano para manifestar o seu poder e a sua mensagem.

   2. Classificação dos dons. Deve-se ter em mente que várias são as referências aos dons espirituais. Estes nove dons que aparecem em 1Co 12. 8-10 são apenas alguns deles. Outras listas de dons aparecem em Rm 12. 6-8 e Ef 4. 11, 12. Eles são divididos pelo autor desta lição não obedecendo a ordem que aparece em 1Co 12. 8-10. Obedecendo a ordem em que aparecem no texto de 1Co podem ser assim classificados os dons: (1) Dons de ensino e pregação: Palavra da sabedoria e palavra do conhecimento; (2) Dons do ministério, à igreja e ao mundo: fé, dons de curar, operações de maravilhas, profecia e discernimento de espíritos; (3) Dons de adoração: Variedades de línguas e interpretação de línguas. (HORTON, Stanley. ED. Teologia Sistemática, uma perspectiva pentecostal, págs. 472, 473. CPAD).

     Mas são assim divididos na lição que estamos a comentar: (1) Dons que manifestam a sabedoria de Deus (1Co 12. 8-10); (2) Dons que manifestam o poder de Deus (1Co 12. 9, 10); (3) Dons que manifestam a mensagem de Deus (1Co 12. 10).

   3. A escassez dos dons espirituais. Os dons espirituais são para os crentes espirituais. Muita carnalidade e imitação vemos nos cultos pelo Brasil e os supostos dons espirituais na verdade são formas de exibicionismo. Hoje em dia os dons são o dom do reteté, o dom de rodar e marchar no espírito, o dom de gritar como um leão, a unção do riso, o dom do dente de ouro, e etc. Devido ao fato da quase inexistência de ensino bíblico, os dons espirituais são relegados ao esquecimento, e estão se tornando raros. Poucos são os crentes que realmente desejam ser úteis para o reino de Deus, por isso vemos tantas aberrações no lugar das reais manifestações espirituais.

PARE E PENSE: O Espírito Santo age em quem dá lugar. Não deseje receber o mérito daquilo que Deus pode fazer por teu intermédio. É o nome dEle que tem poder, é a Ele que devemos adorar.

II. A PALAVRA DA SABEDORIA

    A palavra grega em 1Co 12.8  traduzida por “sabedoria” é sofia (sophia), que se trata da sabedoria no sentido de conhecimento referindo-se a habilidade de entender as coisas. É dessa palavra que provém a palavra FILOSOFIA, que é formada de FILOS= amigo e SOPHIA=sabedoria. Filosofia então, no grego significa “amigo da sabedoria”. No entanto este dom, o dom da palavra da sabedoria não vem da reflexão filosófica ou pela sabedoria humana, mas é um entendimento sobrenatural sobre algum assunto.

    Veremos a partir deste ponto detalhes sobre o dom da palavra da sabedoria.

   1. A sabedoria satânica. O engano de muitos pregadores que manipulam a emoção e o entendimento dos crentes demonstra uma sabedoria demoníaca. O inimigo sempre tenta imitar as manifestações do Espírito de Deus. É por isso que devemos buscar a mente de Cristo e o dom de discernimento de espíritos, que veremos daqui a pouco. Tiago fala que queu usa sua sabedoria para causar o mal revela que é sábio com a sabedoria de satanás (Tg 3. 14-16).

   2. A sabedoria de Deus. A sabedoria divina é loucura para os homens separados de de Deus. Muitos pregadores e ensinadores da Bíblia, em busca de popularidade perdem o temor de Deus e ensinam o que o povo deseja ouvir e não o que precisa ouvir. Do mesmo modo como Tiago descreve a sabedoria demoníaca, também ele mostra que a sabedoria que vem de Deus, ou seja “a sabedoria que vem do alto é, primeiramente, pura, depois, pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia” (Tg 3. 17). Tiago também convida aos irmãos que busquem a sabedoria que vem de Deus (Tg 1. 5).

   3. O dom da palavra de sabedoria. De acordo com a Bíblia de Estudo Pentecostal, o dom da palavra da sabedoria “trata-se de uma mensagem vocal sábia, enunciada mediante a operação sobrenatural do Espírito Santo. Tal mensagem aplica a revelação da Palavra de Deus ou a sabedoria do Espírito Santo a uma situação ou problema específico (At 6. 10; 15. 13-22). Não se trata aqui da sabedoria comum de Deus para o viver diário, que se obtém pelo diligente estudo e meditação nas coisas de Deus e na sua Palavra, e pela oração (Tg 1. 5, 6).

    O ensino, a busca de orientação divina, o conselho e a luta com as necessidades práticas do governo e administração da igreja podem oferecer oportunidade para a manifestação deste dom.

PARE E PENSE: Os dons espirituais são dádivas dadas aos crentes que buscam servir a Deus. É importante o estudo da Palavra de Deus, a oração e a santificação, mas a manifestação destes dons não depende disso, mesmo que seja muito útil garantir uma vida santa por estes meios para que Deus possa usar seus vasos de honra no momento em que Ele achar melhor.

III. A PALAVRA DA CIÊNCIA E O DISCERNIMENTO DE ESPÍRITOS

     Estes são os dons que revelam os segredos ocultos e que só Deus pode esclarecer.

   1. O dom da palavra da ciência. Este dom está relacionado ao ensino das verdades da Palavra de Deus. Não é o resultado do estudo por si só. O conhecimento pode incluir os segredos de Deus (…) no conhecimento que Pedro teve da mentira de Ananias e Safira e na proclamação da sentença de cegueira contra Elimas, feita por Paulo. (HORTON, Stanley. ED. Teologia Sistemática, uma perspectiva pentecostal, pág. 473. CPAD).

   2. O discernimento de espíritos. Donald Stamps ensina que este dom “trata-se de uma dotação especial dada pelo Espírito, para o portador do dom poder discernir e julgar corretamente as profecias e distinguir se uma mensagem provém do Espírito ou não (1Co 14. 29; 1Jo 4. 1)”. (Bíblia de Estudo Pentecostal, pág. 1757, CPAD).

   3. A importância do dom de discernimento. Nesta época de fim dos tempos, quando os falsos mestres (Mt 24. 5) e a distorção do cristianismo bíblico aumentarão muito (1Tm 4. 1), este dom se faz muito importante para a igreja.

PARE E PENSE: O discernimento de espíritos é um dom que impede do crente e a igreja sejam enganados com mensagens demoníacas. Você aceita qualquer mensagem?  Se você tiver um bom conhecimento bíblico vai ser bem mais difícil te enganar.

CONCLUSÃO

     Sobre estes dons é importante seguirmos o conselho de 1Pe 4. 10, 11, que na NTLH assim diz: “Sejam bons administradores dos diferentes dons que receberam de Deus. Que cada um use o seu próprio dom para o bem dos outros!
Quem prega pregue a palavra de Deus; quem serve sirva com a força que Deus dá. Façam assim para que em tudo Deus seja louvado por meio de Jesus Cristo, a quem pertencem a glória e o poder para todo o sempre! Amém!

PERGUNTAS PARA REFLEXÃO

1. Os dons espirituais são frutos da graça de Deus. Quanto desta graça você tem recebido? Quanto destes dons você tem buscado? Você tem servido a Deus e a sua igreja com qual dom?

2. Você acha que o Espirito Santo dá seus dons para quem merece ou para quem é mais santo? Saiba que nem para um nem para outro. Ele dá seus dons para quem quer ser mais útil na obra de Deus. Você tem esse desejo?

3. Você tem conservado os dons que Deus manifesta em sua vida? de que forma?

4. O que você faria se visse um pregador renomado falando uma mensagem e Deus te mostrasse que essa mensagem é inspirada por satanás?

5. Por que que os dons espirituais são escassos nos tempos de hoje?

ORAÇÃO

Senhor eu te glorifico pelos teus dons da graça. Eu quero te servir mais Senhor, usa-me. Quero teus dons para ganhar mais almas e fortalecer tua igreja. Em nome de Jesus Cristo,  perdoa pela minha negligência em buscar teus dons. Faz-me ser um vaso de honra para o teu uso. Amém.


Caso queira imprimir este post baixe a versão PDF clicando aqui. É necessário um programa visualizador de arquivos PDF.Clique aqui 
para baixá-lo, caso não tenha um desses instalado em seu computador.

     Se você ainda tem dúvidas, entre em contato conosco pelo “FORMSPRING” ou o quadro “MeResponda”. O Formspring é um quadro localizado bem na parte de baixo da página deste estudo onde você pode me enviar sua pergunta. O quadro MeResponda fica na lateral direita. Ele funciona semelhantemente ao Formspring. Você também pode participar do nosso fórum em nossa comunidade no Orkut. Acesse clicando aqui e participe! Também temos o chat do Visão Bíblica blog, que você pode deixar sua dúvida e será respondida por membros da comunidade. Para entrar no nosso chat você pode usar sua conta do Facebook ou Twitter clicando aqui. Além disso, se você usa o Windows Live Messenger ou o Google Talk, pode falar comigo adicionando meu e-mail: jcservo@hotmail.com. Quando eu estiver online, você vai saber e então poderemos conversar em tempo real na própria página deste blog! O Status do GTalk está localizado abaixo do banner de título deste blog, mostrando uma bolinha verde (se eu estiver online) e a caixa de conversação do Messenger se encontra ao lado do quadro FORMSPRING, na parte de baixo da página.

Boa aula!

Pedro M. A. Júnior.

TWITTER: @visaobiblica

LIVE MESSENGER E E-MAIL: jcservo@hotmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

O Crente Tíquico

Deus existe sim! Argumentos sobre a existência de Deus.

Dúvida bíblica: Qual a diferença entre alma e espírito?