Mensagem: Enfrentando os Tsunamis da vida – Pastor Márcio Valadão

   

     Pastor da Igreja da Lagoinha, Márcio Valadão, falou sobre triunfar sobre “terremotos e tsunamis.”

     Mencionando o terremoto e o tsunami que devastou o Japão, o pastor da megaigreja brasileira Lagoinha urgiu os Cristãos a “confiarem no Senhor” e lembrarem que “o nosso endereço definitivo é no Céu.”

   “Talvez você não venha experimentar como é terrível um terremoto ou quão avassalador são as ondas de um tsunami, mas talvez você esteja experimentando um terremoto dentro de você ou as ondas de um tsunami que tem vindo sobre o seu casamento, sobre sua saúde, sobre seus sonhos, … e nessas horas como viver, como enfrentar.”

     “Como enfrentar e triunfar sobre os tsunamis da vida?” perguntou ele.

     “Se existe algo que você não consegue entender porque não é marcado pelo relógio e pode vir em qualquer momento,” disse ele falando sobre os eventos inesperados que acontecem na vida dos Cristãos e não Cristãos”.

     Ele citou João 14: 1-3, dizendo “não devemos turbar nosso coração e crer em Deus.”

     Ele apontou para os diversos sofrimentos dos quais os Cristãos passam e mencionou inclusive o sofrimento daqueles que são perseguidos por crer em Cristo.

     “Quantos irmãos não estão presos, não por terem feito algo, mas por causa da fé. Você sabia que hoje existem mais mártires da fé do que no início da Igreja?”

     “Eu creio que nós sabemos o que é beber do cálice mais amargo da dor entre a nossa caminhada da graça até a glória … Nós caminhamos e nessa caminhada, nós muitas vezes experimentamos esses momentos tão terríveis.”

     Mas “é necessário confiar no Senhor,” urgiu ele.

     Confiar é ter fé, disse ele, “mas essa fé não é apenas uma fé intelectual, porque essa fé não pode nos ajudar quando o tsunami vem. A fé intelectual nessa hora é vazia. Porque essa fé intelectual até os demônios tem.”

“O grande perigo que as pessoas tem é de ter fé na fé.”

A fé em Cristo é o remédio para um coração turbado, a única coisa que pode trazer cura alívio, é a fé no Senhor, porque as crises vem, os problemas aparecem, as terremotos nos ameaçam, … mas a única coisa que temos que continuar fazendo é confiar …”

     Mencionando novamente o tsunami, ele reafirmou que “O endereço definitivo não é aqui, mas sim no céu,” disse ele citando 2 Coríntios 4: 16-17 (“Por isso não desfalecemos; … Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas).

     “Qual é o seu endereço definitivo?” Ele perguntou, e também respondeu “é o céu. Aqui somos só peregrinos.”

“Na jornada cristã, há dor sofrimento, cruz,mas o que conta é o final … O céu é o nosso destino, não é a morte que tem a última palavra.”

“O céu é onde Deus vai enxugar as nossas lágrimas, … porque aqui a gente chora.”

“Nessa situação daqui e do Japão, se você ficou com os olhos secos tome algum tipo de injeção, belisque você, que alguma coisa está errada.”

     Ele então confortou aos Cristãos quanto às situações difíceis e eventos drásticos como os do Japão, urgindo a todos a terem confiança e terem consciência de que aqui “eles são peregrinos.”

Fonte: Christian Post

Postagens mais visitadas deste blog

O Crente Tíquico

Deus existe sim! Argumentos sobre a existência de Deus.

Jovens Cristãos: 20 Consequências da Masturbação